Huawei trabalhava em speaker com Google Assistente antes de ser banida

1 min de leitura
Imagem de: Huawei trabalhava em speaker com Google Assistente antes de ser banida
Avatar do autor

A Huawei e o Google avançavam em uma parceria para a fabricação de um speaker inteligente, mas, conforme os conflitos econômicos entre Estados Unidos e China avançaram, as duas empresas foram obrigadas a cortar relações.

Em maio deste ano, Donald Trump, presidente dos EUA, impôs sanções comerciais contra a Huawei. A empresa chinesa está em uma lista de entidades proibidas de trabalharem com outras potências tecnológicas sediadas nos país americano.

Considerando as questões de ética em privacidade que Google, Apple, Amazon e outras empresas estão enfrentando, seria problemático para a Huawei utilizar os serviços do Google Assistente no aparelho em questão.

Alto-falante com Google Assistente

O alto-falante inteligente teria sido o primeiro produto da empresa chinesa que os consumidores norte-americanos poderiam comprar sem precisar importar. De acordo com o The Information, a Huawei planejava competir com outros gigantes da tecnologia utilizando a parceria de software da empresa com a Google. O plano era anunciar o produto na conferência IFA deste ano, em Berlim, e vendê-lo mundialmente.

Apesar de Trump ter anunciado um recuo na proibição de negócios envolvendo a Huawei e firmas dos EUA, os próximos movimentos ainda não estão claros, portanto não há como saber se a companhia chinesa retomará o desenvolvimento do seu speaker inteligente com Google Assistente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Huawei trabalhava em speaker com Google Assistente antes de ser banida