Por 'incerteza regulatória', HBO Max pode não ser lançado no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Por 'incerteza regulatória', HBO Max pode não ser lançado no Brasil
Avatar do autor

Você ficou animado com o anúncio do HBO Max, o novo serviço de streaming da Warner que vai reunir uma enorme quantidade de conteúdo em um só lugar? É bem possível que sim, mas o melhor agora é segurar a empolgação. Isso porque, segundo o jornal Folha de São Paulo, a plataforma pode não ser lançada no Brasil tão cedo.

O site conversou com o vice-presidente executivo da WarnerMedia, Jim Meza, e ele reclamou de uma "confusão" nas leis e regulamentações do setor de mídia e telecomunicação do país. Como resultado dessa insatisfação, afirmou que a empresa não fará novos gastos e investimentos por aqui "até que essa incerteza seja resolvida". Em outras palavras, não espere o HBO Max tão cedo.

A HBO Max se enquadra como "propriedade cruzada", em que uma empresa de telecomunicações produz conteúdo e vice-versa. Isso é hoje proibido no Brasil, graças a uma lei aprovada em 2011. A WarnerMedia, dona do serviço de streaming, faz parte da operadora AT&T, que acumula serviços de telefonia e televisão por assinatura.

E agora?

"Por causa da incerteza regulatória existente no país, o investimento direto não é atraente no momento, para nós", afirmou Meza ao jornal. Isso significa que lançamentos não devem mesmo acontecer tão cedo, fora o que já é gasto hoje com Sky e HBO por aqui. Não há qualquer previsão para uma regulamentação de propriedade cruzada no Brasil.

A HBO Max deve incluir várias das propriedades de HBO, CNN, WarnerBros., TBS, Boomerang, Cartoon Network, DC, CW, New Line e TNT, entre outras. O lançamento está previsto para o segundo semestre de 2020.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Por 'incerteza regulatória', HBO Max pode não ser lançado no Brasil