Elon Musk capta US$ 120 milhões para sua Boring Company

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk capta US$ 120 milhões para sua Boring Company
Avatar do autor

Cavar túneis é literalmente o objetivo de uma empresa que é chata até no nome, mas, mesmo assim, o dinheiro aparece: a Boring Company, de Elon Musk, acaba de receber um investimento de US$ 120 milhões.

Depois dos negócios no espaço sideral e rodando sobre a Terra (enquanto imagina como fazer isso tudo com o poder da mente), Musk fechou um contrato de US$ 50 milhões para construir um sistema de transporte elétrico exclusivo dentro de um túnel — o Las Vegas Convention Center Loop, totalmente financiado pelo cliente. O fundador da Testa e da Space X garante que o trabalho estará concluído até o fim do próximo ano.

Outros projetos que a Boring Company está tocando, mas com financiamento próprio, são um novo túnel e loop para chegar ao Dodger Stadium, em Los Angeles, em 4 minutos, e mais um loop em Chicago.

Além disso, segundo informe da Bloomberg, “a empresa autorizou a venda de US$ 120 milhões em ações, de acordo com um registro de títulos obtido pelo Prime Unicorn Index, uma empresa que monitora o desempenho de empresas privadas dos EUA.”

Investimentos externos

Em 2018, a empresa arrecadou US$ 112 milhões — a maior parte foi injetada pelo próprio Elon Musk. Agora, a Boring Company pretende somar contribuições de investidores externos.

Quem já confirmou participação nos projetos é o investidor Steve Jurvetson, envolvido captação de recursos com sua nova empresa de capital de risco, a Future Ventures. Ele é um dos que puseram dinheiro na maior parte dos empreendimentos que Musk já criou. Outras empresas entraram da primeira rodada de investimentos: 8VC, Vy Capital, Craft Ventures, Valor Capital e DFJ.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Elon Musk capta US$ 120 milhões para sua Boring Company