Google vai pagar US$ 13 milhões por coletar dados de redes WiFi abertas

1 min de leitura
Imagem de: Google vai pagar US$ 13 milhões por coletar dados de redes WiFi abertas
Avatar do autor

Pescar uma rede de WiFi aberta quando você zerou o seu pacote de dados pode ser a glória. Para o Google, valeu uma multa de US$ 13 milhões (quase R$ 50 milhões) e uma década de tribunal, quando a companhia concordou em pagar a indenização pedida em uma ação coletiva.

A empresa foi acusada de coletar, entre 2007 e 2010, dados pessoais através do seu programa Street View. Os US$ 13 milhões serão divididos entre as 22 pessoas que deram entrada na ação e mais oito organizações que lutam por privacidade e proteção de dados. O acordo também prevê que a empresa destrua o que coletou e ensine as pessoas a criptografarem suas redes de WiFi.

(Fonte: Geoawesomeness/Reprodução)

A confusão começou quando os carros do Google Street View começaram a fotografar as ruas — e juntaram 600 GB de informação não criptografada, como e-mails, senhas e outros dados, via redes WiFi de 30 países. Em 2010, a empresa admitiu o feito — mas somente depois que um grupo de proteção de dados alemão pediu para auditar o que fora coletado.

Coleta não intencional

“Foi um erro. Em 2006, um engenheiro que trabalhava em um projeto experimental de wi-fi escreveu um trecho de código que analisou todas as categorias de dados transmitidos publicamente. Um ano depois, quando começamos um projeto para coletar dados básicos de WiFi [...] usando os carros do Street View, eles incluíram esse código no software — embora não tivessem intenção de usar os dados coletados”, informou na época a empresa.

A base para a ação coletiva foi o entendimento de que o Google infringira as leis federais de interceptação de linhas telefônicas — ou seja, grampeara comunicação alheia. Em outro caso semelhante, o Google argumentou que seu "erro" era legal, já que WiFi não criptografado é uma forma de comunicação por rádio e, portanto, pública. Os tribunais não concordaram — principalmente depois que se descobriu que engenheiros da companhia criaram o software e os incorporaram nos carros do Street View intencionalmente.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Google vai pagar US$ 13 milhões por coletar dados de redes WiFi abertas