Apple pode comprar divisão de modem 5G para celulares da Intel

1 min de leitura
Imagem de: Apple pode comprar divisão de modem 5G para celulares da Intel
Fonte: SOPA Images via Getty Images
Avatar do autor

Mesmo sob panos quentes, a briga entre Qualcomm e Apple tem rendido grandes movimentos no mercado de modems 5G. Para não ficar refém de processadores Qualcomm, a Apple estaria, de acordo com o The Wall Street Journal, em negociação para comprar o braço de fabricação de modems 5G para smartphones da Intel.

O jornal afirma que a empresa irá leiloar suas patentes e que a negociação com a Apple já está em estágio avançado, podendo o acordo ser anunciado já na próxima semana. Este envolve US$ 1 bilhão em tecnologia e mão de obra.

A Apple planeja lançar o iPhone 5G já no próximo ano, não tendo tempo hábil de desenvolver a tecnologia com os componentes da Intel. Isso significa que para este primeiro modelo, podemos esperar chips Qualcomm.

O movimento faz parte de uma recente política da Apple de depender cada vez menos de empresas parceiras, internalizando diversos processos.

intel(Fonte: Intel Corporation/Divulgação)

Qualcomm vs Apple

As duas gigantes se desentenderam por conta da acusação da Qualcomm na justiça chinesa de que a Apple teria quebrado patentes,  deixando a fabricante de iPhones  proibida de vender no país. Para resolver a situação, as empresas fizeram um acordo no qual firmaram parceria comercial. Por trás dos panos, rumores dizem que a Apple aceitou o acordo porque a Intel não teria condições técnicas de oferecer uma tecnologia de chips similar a Qualcomm.

A empresa de Cupertino estaria agora, então, se planejando para diminuir a dependência da fabricante do Snapdragon. A Apple chegou a anunciar a contratação do chefe de projeto de modem 5G da Intel em maio. A compra dessa divisão inteira seria, portanto, um complemento aos planos de desenvolver um chip competitivo próprio.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Apple pode comprar divisão de modem 5G para celulares da Intel