Imagem de: Galaxy à prova d'água? Samsung é processada por suposta propaganda enganosa
Fonte: Samsung

Galaxy à prova d'água? Samsung é processada por suposta propaganda enganosa

1 min de leitura
Avatar do autor

Samsung está sendo processada pela Comissão Australiana de Concorrência e Consumidores (ACCC) no Tribunal Federal da Austrália por suposta propaganda enganosa. A ACCC acusa a fabricante sul-coreana de ludibriar os consumidores com propagandas que garantem a capacidade de os modelos Galaxy serem resistentes à água.

De acordo com a Comissão, a Samsung distribui material publicitário desde fevereiro de 2016, em diferentes canais, afirmando ou sugerindo que o Galaxy seria resistente à piscina ou ao mar.

“A ACCC alega que os anúncios da Samsung representavam de maneira falsa e enganosa os telefones Galaxy, que seriam adequados para uso ou exposição a todos os tipos de água, inclusive na água do oceano e piscinas, e não seriam afetados por essa exposição à água, quando este não era o caso ”, disse o presidente da ACCC, Rod Sims, em comunicado.

samsung(Fonte: Samsung/Reprodução)

Falta de testes

Para a ACCC a fabricante não testou adequadamente a propriedade exposta como diferencial competitivo — na Austrália, em particular, ser resistente à água é um importante fator na hora de adquirir um celular.

A Comissão afirma que faltaram testes sobre como a exposição à água afeta a vida útil do telefone, informações sobre qual tipo de água os modelos são resistentes e assistência aos consumidores que tiveram o celular danificado por conta do líquido.

Sendo assim as propagandas da marca seriam falsas e “de acordo com a Lei do Consumidor da Austrália, as empresas não podem enganar os consumidores sobre os recursos de seus produtos. Qualquer tentativa de fazer isso irá arriscar ação judicial da ACCC”, explica Sims.

samsung(Fonte: Samsung/Reprodução)

Um balde de água fria

A Samsung vendeu mais de quatro milhões de telefones Galaxy na Austrália, de acordo com a ACCC. Entre os que ostentavam resistência à água nos materiais publicitários estão os modelos: S10e, S10, S10 Plus, S9, S9 Plus, S8, S8 Plus, S7, S7 Borda, Note 9, Note 8, Note 7, A8, A7e A5.

A Samsung negou as acusações e afirmou ao The New Daily que irá se defender nos tribunais e manter o material publicitário como está.

“Também estamos confiantes que fornecemos aos clientes soluções gratuitas de maneira consistente com as obrigações da Samsung, de acordo com a garantia do fabricante e com a Lei do Consumidor Australiana”, afirmou a fabricante sul-coreana em nota.

Independente do resultado, o caso abre espaço para que os mesmo questionamentos sejam feitos por órgãos regulatórios de outros países, o que causaria uma dor de cabeça para a marca.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Galaxy à prova d'água? Samsung é processada por suposta propaganda enganosa