Google, Apple e outras estudam mudar produção da China por instabilidade

1 min de leitura
Imagem de: Google, Apple e outras estudam mudar produção da China por instabilidade
Fonte: Pixabay
Avatar do autor

Aparentemente o presidente dos Estado Unidos, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, fizeram as pazes durante o encontro da cúpula do G-20 no Japão, no último fim de semana. Mas parece que as empresas de tecnologia não estão muito confiantes com os acordos entre os dois países.

Em maio, China e Estados Unidos declararam tarifas sobre produtos importados que prejudicariam os negócios de empresas como Amazon, Google, ASUS, Sony, Dell, LenovoApple e Microsoft. Em resposta, as companhias estariam planejando transferir a produção de seus produtos da China para outros países asiáticos, de acordo com uma reportagem publicada pela Nikkei Asian Review.

Os possíveis destinos das fabricantes seriam Taiwan, Vietnã, Indonésia e Tailândia. A Apple já tinha anunciado em junho que estaria iniciando os preparativos para transferir 30% de sua produção.

Em resposta a Lenovo diz não ter planos de se mudar e que, inclusive, anunciou um investimento de US$ 300 milhões em uma nova instalação na China. Já HP informou não comentar especulações. As outras empresas não se pronunciaram.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google, Apple e outras estudam mudar produção da China por instabilidade