Imagem de: Mais da metade dos gamers no Brasil é mulher, aponta pesquisa

Mais da metade dos gamers no Brasil é mulher, aponta pesquisa

1 min de leitura
Avatar do autor

De todo o público gamer no Brasil, 53% são mulheres: a conclusão é da Pesquisa Game Brasil, um estudo nacional realizado pelos grupos Sioux Group, Go Gamers, Blend e ESPM na intenção de identificar as tendências e os comportamentos de todo o público que consome jogos eletrônicos no País.

Para chegar aos resultados foi aplicado um questionário a mais de 3 mil pessoas em todo o Brasil entre os dias 5 e 8 de fevereiro de 2019. Além de concluir que a maior parte do público é feminina, os smartphones foram identificados como a plataforma mais comum de jogos entre todos os entrevistados: 83% confirmaram que costumam jogar no celular, enquanto consoles tradicionais (48,5%), notebooks (42,6%) e computadores (42,4%) ficaram logo atrás.

Os dados também apontam que a principal faixa etária que joga no Brasil está entre 25 e 34 anos, compondo 34,7% de todos os entrevistados. Na segmentação entre o público que consome muitos jogos (hardcore) e o que joga com pouca frequência (casual), os números entre homens e mulheres são diferentes. Confira na imagem abaixo.

A pesquisa também retirou outros dados interessantes de tendência e comportamento. O grupo dos jogadores casuais é composto em sua maior parte por mulheres (58,8%) e por pessoas que conhecem os campeonatos profissionais de videogames (eSports).

Do outro lado, os jogadores hardcore em sua maioria são homens (58,9%) entre 25 e 34 anos (41,3%). Eles preferem tomar refrigerante enquanto jogam e 90% deles conhecem os campeonatos de eSports. Veja essas e outras conclusões.

Você pode acessar e conferir o conteúdo gratuitamente por meio do site oficial da Pesquisa Game Brasil.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Mais da metade dos gamers no Brasil é mulher, aponta pesquisa