Empresas driblam Donald Trump para vender chips da Huawei

1 min de leitura
Imagem de: Empresas driblam Donald Trump para vender chips da Huawei
Avatar do autor

Após o banimento da Huawei nos Estados Unidos, empresa norte-americanas estariam driblando o veto para vender produtos da chinesa no país de Trump. Segundo o New York Times, as companhias Intel e Micron voltaram a vender chips da Huawei.

A Intel não quis comentar o caso para o NYT, mas a Micron, via CEO Sanjay Mehrotra, confirmou durante a semana que voltou a enviar chips da Huawei nas duas últimas semanas. A Micron é uma empresa com sede em Idaho (EUA), mas atual internacionalmente.

A Huawei continua viva em solo norte-americano

Mesmo com o banimento do uso de produtos da Huawei, sob acusação de espionagem, muitas empresas ainda estão perdidas: elas não sabem como agir, se encerram contratos ou pausam operações, diz o NYT.

Sobre o caso, a Casa Branca não comentou, mas o NYT afirma que a política local também está dividida sobre o assunto.

"Como já discutimos com o governo dos EUA, agora está claro que alguns itens podem ser fornecidos à Huawei de acordo com a ‘Lista de Entidades’ e as regulamentações aplicáveis", disse a Micron em comunicado na última sexta-feira. "Cada empresa é impactada de maneira diferente com base em seus produtos e cadeias de suprimentos específicos, e cada empresa deve avaliar a melhor forma de conduzir seus negócios e permanecer em conformidade”.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Empresas driblam Donald Trump para vender chips da Huawei