Imagem de: Bill Gates admite seu “maior erro”: a Microsoft perder para o Android
Fonte: YouTube/Village Global/Reprodução

Bill Gates admite seu “maior erro”: a Microsoft perder para o Android

2 min de leitura
Avatar do autor

Microsoft nunca teve um sistema operacional mobile tão competitivo quanto o Windows e, segundo seu próprio fundador, Bill Gates, o “maior erro” foi perder terreno para o Android, quando o software comprado pela Google ainda entrava na batalha contra o iOS, em 2007-2008.

‘Meu maior erro de todos os tempos foi a má administração com que me envolvi’, diz Gates

“No mundo do software, particularmente para plataformas, os vencedores levam tudo no mercado. Então, meu maior erro de todos os tempos foi a má administração com que me envolvi, que fez com que a Microsoft não fosse o que o Android é”, disse o executivo, em recente entrevista concedida na firma de investimentos Village Global.

É preciso lembrar um pouco o contexto para entender melhor as palavras de Gates. Em meados de 2000, quando o mercado mobile começava a crescer vertiginosamente, a Microsoft e a Apple, que já travavam batalha no setor desktop, prometiam manter essa disputa no mobile. 

Mas a Maçã já levava uma certa vantagem por conta do ecossistema que vinha construindo e com a possível chegada de um celular com tela sensível ao toque — o que mudaria todo o cenário de dispositivos móveis, com uma maneira extremamente fácil e amigável de acessar os apps.

Veja abaixo, a partir dos 11 minutos:

A queda do Windows Mobile e do Windows Phone

Então, em 2005, quando a Google comprou o Android por US$ 50 milhões, o objetivo era superar a Microsoft, que parecia mais despreparada para os novos tempos e ainda insistia na ideia de acessibilidade com teclado e caneta digital. Nesse período, as coisas poderiam ter sido diferentes se Gates tivesse, por exemplo, apostado no robozinho verde e/ou nas touchscreens.

Há espaço exatamente para um sistema operacional ‘não Apple’ e quanto ele vale?

“O Android é a plataforma padrão 'não Apple'. Era algo que a Microsoft deveria vencer e é realmente algo como ‘o vencedor leva tudo’. Se você tem metade dos apps ou 90% de muitos apps, está no caminho certo para concluir essa ‘desgraça’. Há espaço para apenas um sistema operacional ‘não Apple’ e quanto ele vale? US$ 400 bilhões, que seriam transferidos da empresa G para a empresa M”, diz  Gates.

Fato é que o então presidente da Microsoft, Steve Ballmer, chegou a chamar o iPhone, em 2008, de “o telefone mais caro do mundo e que não traz apelo nenhum por não ter um teclado”. Pouco tempo depois, o Windows Mobile mudou para Windows Phone e, como sabemos, o sistema operacional não emplacou e morreu devido a inúmeros problemas, entre eles a falta de softwares.

Com o Android, a Microsoft seria “a” líder do setor, diz Gates

De qualquer forma, é interessante ver como algumas decisões afetam todo o mercado por anos e que Gates tenha admitido seu erro — até porque esse é bom momento para isso, afinal a Microsoft vem subindo de valor a cada ano, desde o início da gestão de Satya Nadella.

"É incrível para mim, que cometi um dos maiores erros de todos os tempos — e houve processos antitruste e várias outras coisas — que nossos outros ativos, como Windows e Office, ainda estejam muito fortes e continuemos uma empresa líder no setor. Se tivéssemos acertado, seríamos a maior empresa líder, mas tudo bem."

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Bill Gates admite seu “maior erro”: a Microsoft perder para o Android