Imagem de: Bolsonaro reforça que Correios serão privatizados

Bolsonaro reforça que Correios serão privatizados

1 min de leitura
Avatar do autor

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou na última sexta-feira (31), para a Veja, que os Correios serão privatizados. De acordo com o presidente, “não tem outro caminho” a não ser a privatização.

Temos de mostrar à opinião pública que não tem outro caminho a não ser privatizar os Correios. Será assim com outras estatais

Bolsonaro ainda comentou que os Correios foram destruídos pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT) ao quebrar o fundo de pensão da estatal. Enquanto isso, o general Juarez Aparecido Cunha, que é presidente dos Correios, não quis comentar sobre o processo de privatização tocado pelo Ministério da Economia: “Isso não nos preocupa”, afirmou ao TeleSíntese. “O que nós temos que fazer enquanto Correios é trabalhar, é recuperar a empresa, sanar os problemas que ela tem de épocas passadas”, concluiu o general.

Apesar de não entregar mais detalhes, o presidente Jair Bolsonaro ainda disse em entrevista que outras estatais seguirão o caminho dos Correios e também serão privatizadas.

Quando perguntado o que faria após a aprovação da reforma da Previdência, Bolsonaro respondeu o seguinte: “Vamos partir para a reforma tributária e para as privatizações. Já dei sinal verde para privatizar os Correios. A orientação é que a gente explique por que é necessário privatizar. No caso dos Correios, o PT destruiu a empresa. A bandalheira era tão grande que o fundo de pensão dos funcionários, que hoje está quebrado, fez investimentos em papéis da Venezuela. Com que interesse? Pelo amor de Deus! Então, temos de mostrar à opinião pública que não tem outro caminho a não ser privatizar os Correios. Será assim com outras estatais. Há muitos cabides de emprego dentro do governo”.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Bolsonaro reforça que Correios serão privatizados