China vai parar de usar o Windows em bases militares e criar SO novo

1 min de leitura
Imagem de: China vai parar de usar o Windows em bases militares e criar SO novo
Avatar do autor

Quem vem acompanhando as notícias atuais, especialmente sobre tecnologia aqui no TecMundo, sabe que a guerra econômica entre Estados Unidos e China está dando o que falar. Depois do bloqueio da Huawei pelo governo americano e a suspensão de suporte da Google aos dispositivos dessa marca, a China revelou que suas bases militares vão parar de usar dispositivos com sistema operacional Windows.

Uma equipe chamada “Grupo de Liderança de Informações sobre Segurança na Internet” vai ser a responsável pelo desenvolvimento desse novo sistema operacional

A informação foi veiculada na China pela publicação militar Kanwa Asian Defence, que afirma também que as forças militares do país devem passar a utilizar um sistema operacional desenvolvido no país para que não haja nenhum risco de segurança nacional. O uso de um SO próprio pretende evitar que empresas americanas ou europeias possam ter alguma chance de acessar dados sigilosos das forças armadas chinesas.

Windows - Cavalo de Troia?

Uma equipe chamada “Grupo de Liderança de Informações sobre Segurança na Internet” vai ser a responsável pelo desenvolvimento desse novo sistema operacional. Essas pessoas vão responder diretamente não para a liderança militar da China, mas sim para o Comitê Central do Partido Comunista Chinês.

Além de desconfiar do sistema operacional da Microsoft, a China também estaria com a pulga atrás da orelha por causa de um Controle Lógico Programável de origem alemã que é usado em 70% do controle industrial chinês. Para o governo, isso também poderia significar um grande risco de segurança para o país. Ainda não se sabe o que a China deve fazer a respeito desse problema.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
China vai parar de usar o Windows em bases militares e criar SO novo