A escalada do boicote dos Estados Unidos à Huawei na guerra comercial com a China ganha apoio de duas grandes companhias japonesas. Tanto a Toshiba quanto a Panasonic anunciaram o fim do fornecimento de tecnologia para a gigante chinesa.

O mesmo movimento de boicote à Huawei também vem acontecendo na Europa

A Panasonic estaria atualmente revisando se algum de seus produtos viola as restrições impostas por Trump. "A Panasonic anunciou em uma notificação interna que deveria suspender as transações com a Huawei e seus 68 afiliados que foram proibidos pelo governo dos Estados Unidos”, disse a empresa em comunicado à BBC. “Continuaremos obedecendo rigorosamente às leis e regulamentos dos países e regiões nos quais conduzimos negócios.".

A Toshiba também investiga se usou peças ou tecnologias originárias dos Estados Unidos em seus produtos vendidos para a chinesa, o que violaria a sanção americana. Entre os produtos estão unidades de disco rígido, semicondutores e sistema de processamento de dados de alta velocidade LSI — ainda há a possibilidade a volta da distribuição desses itens, após a verificação para saber se houve violação na sanção imposta pelos ianques.