Microsoft triplica equipe para investigar assédios dentro da empresa

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft triplica equipe para investigar assédios dentro da empresa
Avatar do autor

Companhias estão fadadas a terem em seus quadros de funcionários algumas pessoas que não se comportam da maneira adequada, infelizmente. A Microsoft é uma entre tantas outras com funcionários que acabam assediando ou apresentando condutas desrespeitosas em relação aos colegas, mas anunciou uma medida para mudar essa realidade.

Durante uma reunião mensal realizada com todos os funcionários da empresa, o presidente da companhia, Satya Nadella, revelou que está mais do que triplicando o número de componentes da equipe que tem o intuito investigar esse tipo de ação, aumentando de 7 para 23 membros.

Casos recentes

Desde março, líderes da empresa são abordados por outros empregados para reportar ações de assédio ou conduta desrespeitosa, sendo que mulheres são as que mais dão queixa dessas atitudes. Falando ao site Quartz, a companhia fundada por Bill Gates revelou que 100 homens e mulheres já comentaram sobre algo nesse sentido a Kathleen Hogan, chefe do setor de recursos humanos.

Outro detalhe mencionado é que Hogan terá como prioridade reformar cinco áreas de cultura interna da empresa: comportamento, expectativas de gerentes, investigações, transparência de dados e prestação de contas.

Até mesmo Nadella comentou que está nessa jogada. “Quero que as pessoas apontem as minhas falhas”, declarou ele, mostrando que ninguém dentro da empresa está isento de ser investigado caso tome uma atitude que não condiz com o ambiente de trabalho.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Microsoft triplica equipe para investigar assédios dentro da empresa