O gigante do fast-food McDonalds anunciou nesta segunda (25) a compra da Dynamic Field, uma startup de machine learning, para atualização dos menus de drive-thru da marca. O novo display, que já foi testado em 2018, promete levar em conta diversos fatores como clima local, horário e até sanduíches famosos na região para decidir o que será oferecido ao consumidor. A atual previsão é de que o sistema será utilizado em 1000 localidades nos próximos três meses; mas, ficará restrito aos Estados Unidos e, apesar de existirem planos para outros mercados, não houve nenhuma declaração sobre a vinda para o Brasil.

O novo menu pode, por exemplo, colocar sorvetes e café gelado como destaques em dias ensolarados ou sugerir sanduíches mais simples se os funcionários estiverem com pedidos atrasados. Este novo sistema não ficará restrito ao drive-thru, já que a empresa pretende incorporar a inteligência artificial em seu aplicativo mobile e em quiosques de autoatendimento.

O número de fatores envolvidos nas decisões da IA também pode aumentar; Daniel Henry, vice-presidente executivo do McDonalds, afirmou em uma entrevista ao Wired que o sistema pode até usar a placa de carros e customizar o menu para pessoas específicas com base no histórico de compras. Um pouco assustador, mas OK.

A apesar da compra, que custou 300 milhões de dólares, a Dynamic Field continuará a funcionar como uma empresa independente. Hoje ela trabalha com grandes marcas como IKEA e Sephora e não será limitada ao McDonalds. Ao todo, este novo sistema de menus será integrado em 14.000 restaurantes nos EUA.