Qualcomm vence nos tribunais e Apple terá que pagar US$ 31 milhões

1 min de leitura
Imagem de: Qualcomm vence nos tribunais e Apple terá que pagar US$ 31 milhões
Fonte: gizchina
Avatar do autor

Um tribunal nos EUA decidiu hoje (15) que a Apple deve indenizar a Qualcomm por infringir três patentes relacionadas a tecnologias mobile. O júri determinou que a Maçã deve pagar US$ 31 milhões à fabricante de chips, exatamente US$ 1,41 por iPhone que utilizou a tecnologia da empresa sem autorização.

Esse é mais um capítulo da batalha judicial entre Qualcomm e Apple, que teve início cerca de dois anos atrás, quando a Maçã colaborou com agências reguladoras ao redor do mundo para acusar a Qualcomm de monopólio no mercado de modems para smartphones. A Qualcomm então vem retaliando a Apple em várias frentes, sendo essa uma das mais importantes vitórias para a companhia de San Diego.

A decisão do júri foi unânime em favor da Qualcomm, mas vale destacar que US$ 31 é pouquíssimo dinheiro para a Apple, uma empresa que chegou a valer US$ 1 trilhão no fim de 2018. Ainda assim, a vitória mancha a reputação da empresa de Tim Cook, que sempre se posicionou como inovadora e historicamente defende suas próprias patentes até as últimas consequências.

Nossa mais recente vitória na batalha judicial global direciona em responsabilizar a Apple por usar nossas tecnologias valiosas sem pagar

“A decisão unânime do júri hoje é nossa mais recente vitória na batalha judicial global direciona em responsabilizar a Apple por usar nossas tecnologias valiosas sem pagar por elas”, disse Don Rosenberg, um dos representantes legais da Qualcomm, logo após o julgamento à CNET.

Em contrapartida, a Qualcomm leva para o mês que vem uma boa imagem para um outro júri também contra a Apple. Nesse segundo julgamento, será decidido se a Qualcomm deve pagar uma quantia de US$ 1 bilhão em reembolsos de royalties para a Apple.

O mesmo processo também vai decidir sobre o imbróglio relacionado às práticas de cobranças de royalties da Qualcomm.

Nada mais é que uma tentativa de distração dos problemas mais graves que eles vão encarar

“A atual campanha da Qualcomm de infração de patentes nada mais é que uma tentativa de distração dos problemas mais graves que eles vão encarar, com investigações em suas práticas comerciais em uma corte federal dos EUA e ao redor do mundo”, declarou um porta-voz da Apple em comunicado oficial.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Qualcomm vence nos tribunais e Apple terá que pagar US$ 31 milhões