Más notícias para quem se interessa pelos notebooks e tablets fabricados pelo Google. Em uma mudança recente, noticiada pela publicação Business Insider, a empresa realocou dezenas de funcionários que trabalhavam nessa divisão para outros setores da companhia. A medida levanta dúvidas sobre o futuro desses dispositivos dentro do Google.

Como relata o site, a reestruturação afetou a divisão Create, responsável pelo Pixelbook e pelo Pixel Slate. Entre os funcionários, estavam engenheiros de hardware e consultores técnicos, que foram instruídos a procurar outros cargos disponíveis dentro da própria Google ou em outras companhias da Alphabet.

Reorganização não afeta a divisão responsável pelo Google Pixel

De acordo com uma fonte interna que conversou com o Business Insider, a equipe Create estava trabalhando em novidades e a mudança deve impactar na quantidade de produtos disponíveis no portfólio da companhia. Essa reorganização, no entanto, não afeta as divisões responsáveis pelos smartphones Google Pixel ou pelo alto-falante inteligente Google Home.

Tanto os notebooks como os tablets do Google nunca alcançaram o mesmo sucesso que os celulares da companhia vem fazendo nos últimos anos. O Pixelbook foi criticado por seu alto preço inicial de US$ 999, bem acima de outros dispositivos equipados com o sistema operacional Chrome OS, enquanto o Pixel Slate é, em geral, considerado inferior aos seus principais concorrentes, o Surface Pro e o iPad Pro.

Segundo o Business Insider, desde que a divisão de hardware do Google foi unificada, sob a liderança do executivo Rick Osterloh, existe uma pressão interna para transformar a divisão em um negócio lucrativo.

Cupons de desconto TecMundo: