Banco europeu testa cartões de débito com leitor biométrico

1 min de leitura
Imagem de: Banco europeu testa cartões de débito com leitor biométrico
Avatar do autor

O NatWest, banco com sede no Reino Unido, começará a testar cartões de débito com leitores de impressão digital em estabelecimentos, com possíveis ramificações para pagamentos móveis, como o Google Pay. Além de tornar os pagamentos mais seguros, a ideia é acabar com a necessidade de senhas. Para isso, a instituição financeira anunciou que 200 pessoas farão parte da primeira fase de testes, prevista para começar em abril de 2019 — será a primeira vez que o cartão de alta tecnologia terá testes na região.

O pagamento sem contato não é exatamente uma novidade, mas, quando se trata da Europa, dependendo do valor da compra ainda é preciso inserir uma senha. No Reino Unido, por exemplo, os cartões regulares sem contato têm um limite de £ 30, e qualquer compra acima desse valor exige a verificação por senha. Para o NatWest, um cartão com sensor de impressões digitais seria a solução, já que o usuário poderia autenticar o pagamento instantaneamente, como é feito pelo celular.

O mais provável é que o usuário ainda precise ir ao banco para configurar o serviço, pois a ideia é que a instituição não tenha um banco de dados com as impressões digitais de seus clientes. Assim, os hackers não conseguirão extrair informações da companhia.

Para o programa piloto, o NatWest está trabalhando em parceria com a empresa de segurança Gemalto e com Visa e MasterCard. Não é a primeira vez que tais tentativas ocorrem; cartões bancários com impressão digital são notícia desde 2014, e a própria MasterCard tem trabalhado com diversas instituições financeiras em vários países ao redor do mundo desde então.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Banco europeu testa cartões de débito com leitor biométrico