A recém anunciada conexão USB 3.2, embora já represente um salto considerável da tecnologia, não será a única novidade do mercado. O USB Implementers Forum (USB-IF) anunciou em um documento, no último domingo (03), que a porta USB 4.0 (type-C) está para chegar e diminuir a enorme confusão das nomenclaturas deixada pelas USB 3.0.

Tendo como base a tecnologia do Thunderbolt 3, desenvolvida e “vendida” pela Intel, a USB 4.0 terá vantagens muito semelhantes — incluindo a retrocompatibilidade (utilizando adaptadores). Em comparação com as versões anteriores, o novo padrão aumentou a velocidade de transferência de dados, indo dos 20 Gbps da recente USB 3.2 para 40 Gbps. Ademais, a conexão permitirá duas telas 4K ou até um display 5K e carregamento de até 100W.

A novidade pode baratear produtos para o consumidor final, visto que a tecnologia não será mais propriedade da Intel — que ainda vai manter a marca Thunderbolt; No entanto, para tirar proveito de todos os benefícios do USB 4.0, o usuário precisa ter cabos apropriados; aqueles que já utilizam Thunderbolt 3 não precisam se preocupar, visto que a nova porta funcionará de forma semelhante.

Um recomeço para toda a bagunça

Ainda não se sabe como irão diferenciar a USB 4.0 das demais; contudo, a nova geração pode dar um novo começo para os usuários entenderem a tecnologia. É preciso torcer que as fabricantes sigam as especificações da conexão na íntegra, para evitar ramificações e a novas confusões.

Para a Intel, o novo modelo de USB também traz vantagens. Há apenas 463 dispositivos com certificação Thunderbolt 3, a atualização das portas comuns provavelmente acelerará a adoção das novas velocidades e funcionalidades.

As especificações do novo USB provavelmente serão divulgadas para as fabricantes no meio do ano, portanto, é bem provável que só vamos encontrar dispositivos com as novas conexões nos próximos anos.