A GPRD, sigla em inglês para Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados, é um projeto criado na União Europeia com o objetivo de manter em segurança os dados pessoais de usuários da internet e de outros serviços digitais que lidam com o armazenamento e controle de informações privadas de pessoas.

O problema que causou a penalização da Google envolve o fato de a empresa não ter fornecido informações suficientes aos usuários sobre suas políticas de consentimento de dados

O órgão regulador desse projeto na França é o CNIL, que multou a Google em nada menos que 50 milhões de euros, o equivalente a R$ 213 milhões, pois a gigante da tecnologia não foi capaz de cumprir as obrigações exigidas pelo GPDR. A multa é a maior já emitida por um regulador europeu da GPRD desde que entrou em vigor em 2016.

Privacidade em risco

Segundo relatou o CNIL, o problema que causou a penalização da Google envolve o fato de a empresa não ter fornecido informações suficientes aos usuários sobre suas políticas de consentimento de dados e não ter lhes dado controle suficiente sobre como suas informações são utilizadas.

A multa milionária não é pequena nem para uma empresa como a Google, mas poderia ser muito pior: a GDPR prevê penalizações que chegam a 4% da arrecadação global anual de uma companhia em caso de ofensas mais graves. Se você levar em conta que a Google arrecadou quase US$ 34 bilhões apenas no último trimestre, uma multa mais grave poderia passar dos US$ 5 bilhões.

Cupons de desconto TecMundo: