O Liberty for Java é um runtime baseado no Open Liberty e focado em rodar aplicações web na nuvem com o IBM Websphere Application Server. Rápido e fácil de entender, é possível desenvolver aplicações em poucas horas.

Especificações

O Liberty suporta aplicações Web, aplicações OSGi e JavaBeans. Você pode organizá-lo para funcionar como coleções, que dão suporte a clustering, administração e outras operações que rodam em múltiplos servidores.

Com ele, não é necessário ajustar nada em primeira instância — ele já vem configurado automaticamente e qualquer alteração pode ser feita modificando um arquivo XML. Para atender às necessidades de escalabilidade, ele sobe rapidamente e é possível criar e excluir instâncias do Liberty com facilidade — o que é ideal não somente do ponto de vista das aplicações web, mas também para testes na fase de desenvolvimento.

A vantagem, além de ser muito rápido subir um projeto, é que você não precisa se preocupar com versões de runtime que você esteja rodando; é possível fazer o update do Liberty sem preocupações, com o mínimo de impacto ao seu trabalho ou à estabilidade da aplicação.

Outra vantagem é que, caso as aplicações que rodem no Liberty usem as mesmas bibliotecas, elas podem ser partilhadas entre si, sem que haja arquivos duplicados no sistema, o que certamente diminui o custo da operação. Ele também possui suporte total ao Java EE 7 e 8, trazendo melhorias das versões anteriores na linguagem.

Você não está preso

Caso seja necessário migrá-lo, o Liberty pode ser usado em outras plataformas além da IBM Cloud (que já conta com várias modalidades de uso, como o Instant Runtimes, o Websphere e o IBM Containers), incluindo a opção de executar em containers Docker.

Raízes Open Source

Como mencionamos anteriormente, o Liberty for Java é baseado no Open Liberty, cuja tecnologia também foi desenvolvida pela IBM. Há um website que auxilia o desenvolvedor iniciante a programar microsserviços e aplicações nativas na nuvem com o runtime. Ali se encontram guias, códigos de exemplo e, como é comum de comunidades abertas, é possível ter o expertise de vários colaboradores do projeto.

Sendo assim, o Liberty é muito interessante para quem quer tirar um projeto do papel. É possível aprender a lidar com ele junto a uma comunidade open-source que tenta ajudar e tem conhecimento de sobra para compartilhar.

...

Você participou da experiência IBM Profile Definer? Conte aqui para a gente o que você achou!