De acordo com o que reportou o periódico taiwanês DigTimes, a Asus estaria fazendo uma grande reformulação corporativa que vai impactar praticamente toda a empresa, desde a estrutura de CEO até a forma como a empresa aborda a produção de smartphones.

O atual CEO, Jerry Shen, deve sair da empresa até o fim de dezembro para abrir sua própria companhia, na qual a Asus estuda ter uma participação acionária de até 30%. No lugar dele, dois “co-CEOs” devem assumir a liderança executiva da companhia.

SY Hsu e Samson Hu serão esses dois novos líderes, mas não ficou claro exatamente como eles devem trabalhar juntos ou se vão dividir de alguma forma suas responsabilidades na empresa. Contudo, a mudança que mais deve impactar o mercado brasileiro e os fãs da marca é mudança de foco da divisão mobile da Asus.

Isso também pode significar que aparelhos de entrada e intermediários da Asus podem estar com os dias contados

Segundo o DigiTimes, a Asus teria informado que seu foco agora serão gamers e “power users”, dando a indicar que o smartphone Asus ROG, o aparelho móvel gamer da empresa, estaria indo bem. Contudo, isso também pode significar que aparelhos de entrada e intermediários da Asus podem estar com os dias contados.

É possível ainda imaginar que toda a linha ZenFone esteja em risco, considerando que ela atualmente é bastante focada em design, fotografia e outras amenidades que apelam para usuários médios. Apenas aparelhos como ZenFone 5z, Max Pro e Plus talvez possam ser considerados aparelhos para “power users”, que exigem muito de um smartphone.

ZenFone Max Pro m2ZenFone Max Pro m2 é vendido no Brasil com Android Oreo puro, sem a interface da Asus por cima

Vale destacar que essa última parte é apenas especulação nossa a essa altura, considerando a falta de informação precisa nesse momento sobre a reestruturação da companhia.

O TecMundo entrou em contato com a Asus para esclarecer esses pontos, mas a empresa simplesmente confirmou a troca de CEOs e falou vagamente sobre o novo foco para o segmento mobile. De imediato, as mudanças não devem impactar no mercado brasileiro, disse a empresa.

Esta notícia foi atualizada às 12h29 de 14/12/18 para incluir o comentário da Asus.

Cupons de desconto TecMundo: