Atualização - 06/12/2018

Após a repercussão de uma possível GTX 1070 com memória GDDR5X, nós contatamos a NVIDIA para uma resposta oficial. De acordo com um representante da marca, "trata-se apenas de um erro de digitação no site da marca parceira", sendo que não há anúncio oficial de lançamento de uma placa de vídeo com tais características.

A informação também foi confirmada pela própria ZOTAC, que afirmou ao site PC Gamer de que há somente modelo com memória GDDR5. As especificações já haviam sido corrigidas no site da ZOTAC, porém os sites de notícia ainda divulgaram a informação prévia. Vale notar que, apesar de não haver o lançamento deste modelo neste ano, nada impede uma atualização do produto num futuro próximo.

Notícia original

Não faz muito tempo que a NVIDIA resolveu dar um “up” em suas GTX 1060 6 GB, colocando nelas os chips de memória de vídeo que equipavam, originalmente, apenas os modelos 1080 e 1080 Ti, da série GeForce GTX. Desta vez, quem recebe o upgrade na VRAM é a GTX 1070, que, a partir de agora, passa a contar com versões GDDR5X.

Ambas as versões GDRR5X da 1060 6 GB e 1070 não tiveram nenhuma outra mudança nas especificações, a não ser pela troca de tecnologia da VRAM. No caso da ZOTAC, a 1070 atualizada recebe o nome GTX 1070 AMP Extreme Core (modelo: ZT-P10700Q-10P).

Assim como no modelo GDDR5, ela vem com overclock de fábrica. Entretanto, aqui as frequências foram alteradas. Enquanto no modelo GDDR5 temos a GPU com clocks base e boost, respectivamente, de 1632 MHz e 1835 MHz, na versão com GDDR5X, eles são de 1607 MHz e 1797 Mhz. A frequência da memória também sofreu uma queda: foi de 8208 MHz para 8000 MHz.

Nessas condições, resta sabermos se apenas a tecnologia da nova memória vai possibilitar um ganho considerável de performance entre a antiga e a nova GTX 1070, ou se o intuito da NVIDIA é oferecer uma placa com maiores margens para overclocking.

Outra possibilidade é que talvez os estoques desses modelos de GTX (e também de chips de memória GDDR5X) estejam altos a ponto de forçar a companhia a ter adotado essa estratégia de atualização de placas de uma geração anterior, visando atrair novos consumidores.

Se for o caso, isso pode significar que não teremos modelos de 2050, 2050 Ti e 2060 da geração atual (RTX) tão cedo.