Dez colégios públicos de São Paulo estão participando de um projeto piloto responsável por difundir o pensamento computacional: trata-se do “RoboLab - Conectando a Educação ao Futuro”. Com a atribuição de levar a conectividade por meio da doação da internet e aparelhos de modem, o Instituto TIM é um dos parceiros do projeto, ao lado da Qualcomm, do Grupo +Unidos e da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

Após a participação em oficinas, a partir deste mês, os alunos entram na fase de desenvolvimento dos projetos que vão ser apresentados na I Feira de Tecnologia do RoboLab, no dia 30 de novembro

Cada uma das instituições de ensino da rede pública estadual da capital paulista conta com um laboratório de robótica equipado com dispositivos e ferramentas conectados à banda larga móvel da rede 4G. Por meio do uso de dispositivos conectados à internet de alta velocidade, os alunos, com a faixa etária entre 12 e 17 anos, têm a oportunidade de aprender a linguagem de máquina, chamado de letramento digital.

“A parceria com a Secretária de Educação do Estado de São Paulo e o Grupo +Unidos traz uma oportunidade única para a Qualcomm contribuir de forma fundamental para o desenvolvimento da educação no estado por meio da inclusão digital, tão necessária para a inserção social e empregabilidade no século XXI, neste mundo cada vez mais tecnológico”, afirmou Rafael Steinhauser, Vice-Presidente Sênior e Presidente da Qualcomm para América Latina.

Após a participação em oficinas, a partir deste mês, os alunos entram na fase de desenvolvimento dos projetos que vão ser apresentados na I Feira de Tecnologia do RoboLab, no dia 30 de novembro. O objetivo é que os estudantes utilizem os aprendizados adquiridos durante as oficinas para criar protótipos de soluções para problemas do cotidiano, com temas como Segurança, Saúde, Educação, Lazer, Meio Ambiente, Infraestrutura ou Inclusão.