Imagem de: Hublot cria relógio que só pode ser comprado com bitcoins

Hublot cria relógio que só pode ser comprado com bitcoins

1 min de leitura
Avatar do autor

Já pensou em comemorar os 10 anos das bitcoins em grande estilo? Pois é, a Hublot, relojoaria de grande reconhecimento e com sede localizada em Paris (França), criou um modelo de relógio que precisa ser adquirido de um jeito um pouco diferente do usual: utilizando bitcoins.

O relógio da linha Big Bang Meca-10 P2P foi desenvolvido para comemorar o décimo aniversário das bitcoins, custando aproximadamente 25 mil dólares nas moedas virtuais — o que equivale a um valor aproximado de 93 mil reais. Serão produzidas apenas 210 unidades, uma quantidade que faz referência ao limite global de bitcoins — que, atualmente, é de 21 milhões de unidades.

Se você achou que o relógio está caro demais, saiba que a Hublot confirmou que já recebeu pedidos que vão além dos 210 exemplares propostos pela empresa. Depois que essa etapa for encerrada, os produtos começarão a ser entregues em janeiro de 2019, com uma gravação única na pulseira do ID de cada um deles.

Parece um detalhe bobo, mas, com isso, cada relógio será uma peça exclusiva e, principalmente, rastreável em caso de roubo e em outras situações. O relógio de 45 mm é feito de cerâmica preta polida e possui interior transparente, de modo que é possível ver as engrenagens que fazem o relógio funcionar. Mais uma curiosidade interessante sobre o modelo é o design da pulseira: se prestar atenção, o usuário verá que os padrões desenhados ali lembram uma rede blockchain descentralizada.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Hublot cria relógio que só pode ser comprado com bitcoins