A Samsung está lançando comercialmente os sensores de imagem ISOCELL Bright GM1 e ISOCELL Bright GD1. Ambos contam com pixels que medem apenas 0,8 micrometros. Em 2015, a empresa lançou seu primeiro sensor de imagem com pixels nessa escala, com 0,9 μm.

O primeiro modelo conta conta com até 48 MP, e o segundo com 32 MP. Contudo, com o novo tamanho dos pixels, o módulo de câmera em si não deve aumentar, permitindo introduzir câmeras com mais resolução em smartphones.

samsungEsse é o futuro que a Samsung deseja? (fonte: divulgação Samsung)

Com os novos sensores, as fabricantes poderão escolher se desejam módulos significativamente menores ou se querem aumentar a contagem de MP e manter o tamanho. A primeira opção certamente deve apelar para marcas que gostam de incluir muitas câmeras em um só smartphone.

Dessa forma, a resolução ficaria na mesma casa do que vemos hoje, porém o componente eletrônico da câmera ocuparia menos espaço dentro do celular, incentivando o uso de múltiplas unidades dele.

Esses sensores da Samsung são compatíveis com estabilização óptica e eletrônica e conseguem trabalhar com as mais recentes tecnologias de HDR. Contudo, quanto menor o pixel de um sensor, pior fica sua sensibilidade à luz e, consequentemente, pior é a foto.

samsungNovos sensores de imagem CMOS miniaturizados da Samsung (fonte: divulgação Samsung)

Para driblar esse problema, a Samsung tem um sistema que junta quatro ou mais pixels do sensor para melhorar a sensibilidade, mas não sabemos se o resultado final é tão interessante quanto o de um pixel grande de fato.

Os novos sensores da Samsung chegam ao mercado global já no quarto trimestre de 2018 e devem ser utilizados em smartphones focados no consumidor final nos meses seguintes.