Há algum tempo, a Alphabet, empresa que engloba a Google, foi condenada pela União Europeia a pagar uma multa de US$ 5 bilhões por práticas anticompetitivas no mercado do Velho Continente. Segundo os acusadores, a companhia violou leis antitruste por obrigar fabricantes de smartphones a usarem necessariamente a ferramenta de busca da Google e outros serviços.

Ainda assim, a Google afirmou não ter planos para pedir medidas provisórias para interromper a aplicação da decisão da União Europeia

Nessa terça-feira (09), a Google pediu recurso da multa praticamente aos 48 do segundo tempo. Isso porque a empresa teve três meses após a decisão do órgão regulador europeu para mudar as práticas pelas quais está sendo acusada. Faltando apenas alguns dias para o prazo acabar, a companhia fez o que havia prometido logo após a decisão, ainda em julho.

Ainda assim, a Google afirmou não ter planos para pedir medidas provisórias para interromper a aplicação da decisão da União Europeia. Isso significa que a empresa tem até 22 de outubro para parar com as práticas apontadas pelo órgão regulador para não ter que encarar multas adicionais de até 5% da receita média global da companhia diariamente.

Cupons de desconto TecMundo: