Fez 'gato' para minerar bitcoin: chinês é preso por desviar eletricidade

1 min de leitura
Imagem de: Fez 'gato' para minerar bitcoin: chinês é preso por desviar eletricidade
Avatar do autor

Não é só no Brasil que as pessoas apelam para o famoso “gato” para não pagar pelo fornecimento de energia elétrica. Na China, um homem foi preso por desviar eletricidade de uma operadora da rede ferroviária local para alimentar seu sistema de mineração de bitcoins. Além de ter sido detido, o sujeito vai ter que pagar uma multa referente a 100 mil yuans, o equivalente a R$ 54,3 mil.

O acusado chegou a obter por esse meio algo em torno de 3,2 bitcoins, o equivalente a R$ 79,5 mil. Ele usava cerca de 50 máquinas para minerar a criptomoeda

Para quem não entende muito bem sobre como funciona essa coisa de mineração de Bitcoins, saiba que a prática envolve um processamento de altíssimo desempenho, o que exige altas quantidades de energia elétrica. Esse consumo, muitas vezes, faz até com que o resultado do processo não seja lucrativo para quem o realiza, tamanho é o consumo de eletricidade. Mas e se for possível usar a energia elétrica dos outros?

Foi o que pensou Xu Xinghua, que por meios que não foram revelados, conseguiu desviar energia elétrica de uma operadora da rede ferroviária, mais exatamente 104 mil yuans, ou R$ 56,4 mil. Além de ter que pagar uma multa próxima a esse valor, o homem foi condenado a três anos e meio de prisão. Todo o seu equipamento de mineração de bitcoins foi confiscado pelas autoridades.

O acusado chegou a obter por esse meio algo em torno de 3,2 bitcoins, o equivalente a R$ 79,5 mil. Ele usava cerca de 50 máquinas para minerar a criptomoeda, com mais três coolers, e mesmo assim só conseguir gerar um lucro que equivale a míseros R$ 5,6 mil. Pelo jeito, o “gato” de eletricidade acabou dando apenas prejuízo para o chinês e o barato saiu bem caro.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Fez 'gato' para minerar bitcoin: chinês é preso por desviar eletricidade