A Tesla encerrou um dos seus maiores benefícios: o uso ilimitado e gratuito de sua rede de abastecimento, a Supercharger. A informação foi postada pelo CEO da companhia, Elon Musk, em sua conta no Twitter. O bônus era disponibilizado a quem adquirisse alguns modelos de seus veículos elétricos, como Model 3, Model S e Model X. De agora em diante, novos compradores terão acesso a apenas um vale de US$ 100.

O fim do programa já era esperado há um tempo, tendo em vista os diversos boatos que vinham se espalhando na web. Ele foi criado há 5 anos e se estende a uma vasta quantidade de donos de carros da Tesla, que agora podem se considerar grandes sortudos. Embora toda a tecnologia empregada nos veículos da marca desperte desejo, com certeza o antigo bônus era um grande diferencial.

Segundo o site Electrek, especializado no setor elétrico, a rede forneceu mais de 400 GWh de eletricidade, quantidade que se mantém em crescimento. Se a empresa tivesse optado por oferecer esse tipo de serviço desde o princípio de modo completo, teria faturado entre US$ 50 e US$ 100 milhões, dependendo do local onde fosse concedido. Especula-se que a decisão possa também ser uma forma de cobrir os custos do acesso gratuito à rede Supercharger. 

Lá fora, ainda não se sabe o quanto a mudança pode vir a impactar nas vendas da Tesla, mas com certeza o foco com a mudança é gerar uma nova receita com o serviço de abastecimento. É inegável que muitos usuários desse tipo de automóvel consideram as estações da marca a melhor e mais extensa no segmento, o que já pode ser um ponto bem rentável para a companhia de Elon Musk.