A HTC deve lançar seu próximo smartphone com Snapdragon 855, sucessor do Snapdragon 845 — presente em vários aparelhos top de linha de 2018, incluindo o HTC U12 Plus. Embora a empresa taiwanesa esteja há um tempo enfrentando quedas de receita e rumores de encerrar parte de seus trabalhos, parece ainda ter interesse em oferecer aparelhos mais avançados. A informação surgiu a partir de uma publicação no LinkedIn de um dos designers sêniores de RF da companhia, Kevin Kuo.

O chip de alto desempenho da Qualcomm muito provavelmente integrará os smartphones Android mais esperados de 2019, com início de processo de fabricação muito próximo ao do Kirin 980, da Huawei, e do A12, da Apple. Ainda, o Snapdragon 855 receberá tecnologia de 7 nm, que trará melhorias geracionais em desempenho e eficiência de energia.

Por outro lado, uma das grandes expectativas é que o chip possa oferecer suporte para 5G. Via de regra, devido à baixa disponibilidade dessas redes em 2019, ele deverá ser acoplado ao modem Snapdragon X24, que possui suporte para redes 4G LTE e, por isso, deve reduzir os custos gerais de produção dos aparelhos. No entanto, ainda de acordo com a atualização de Kuo, a HTC demonstra maior interesse no modem Snapdragon X50, que tem suporte 5G e deve ser apresentado como opcional para as fabricantes.

Com isso, há um palpite: a HTC não está se retirando do mercado mobile, mas sim mirando em uma nova estratégia: reduzir seus esforços em dispositivos de valores baixo e intermediário e voltar-se para aqueles top de linha. Afinal, talvez isso signifique melhorias em suas finanças.

Snapdragon 855 ou Snapdragon 8150?

Ainda não se sabe se o futuro chip será chamado de Snapdragon 855. Hoje também sob o codinome “Hana”, ele poderá ser lançado como Snapdragon 8150. A ideia por trás disso é que a Qualcomm está avaliando se utilizará variação de nomenclaturas para diferenciar seus chips móveis premium daqueles destinados aos notebooks Windows.

A companhia já confirmou que em breve o testará, provavelmente no último trimestre deste ano, com possível anúncio dezembro, momento em que também será informado o início de sua produção.