Criadores e funcionários do encerrado aplicativo e site Breaking News estão desenvolvendo uma nova plataforma de notícias para empresas: o Factal. Desde o fim do antigo portal, responsável por apresentar matérias rápidas em escala mundial, dezenas de corporações ficaram desamparadas. Segundo Cory Bergman, ex-administrador geral da Breaking News, companhias a utilizavam com vários propósitos, mas principalmente para se manterem informadas de fatos ocorridos nos arredores de suas instalações e preservar seus funcionários.

O aplicativo consiste de um serviço responsável por alertar empresas de quaisquer situações que as ponham em risco, seja nas suas instalações ou até seus funcionários. Ao contrário de analistas que já estão em algumas companhias, Factal buscará ser mais eficiente e concreta, na tentativa de diminuir consideravelmente o alcance de notícias falsas ou mal-entendidos.

1

Os usuários poderão configurar especificamente suas notificações dependendo de seus endereços e suas rotas. Utilizando machine learning, o serviço alertará sobre a presença de incêndios, tiroteios ou até desastres naturais.

'Nosso fator mais importante são os jornalistas'

Bergman garante que a nova plataforma é diferente das demais. Segundo o cofundador, "Nosso fator mais importante são os jornalistas", embora não seja a única startup com essa iniciativa. O novo serviço deve se destacar por velocidade e veracidade dos fatos, sistema próprio de detecção e os jornalistas com a função de torná-las mais confiáveis — algo de suma importância para o meio corporativo. A Factal busca fornecer informação por meios instantâneos, garantindo ao usuário autoridade para tomar decisões baseadas nos dados.

Apesar de não ser um serviço voltado para o público comum, isso não significa que ele não poderá utilizá-lo. Um dos objetivos do aplicativo é chegar ao sistema de carros autônomos e evitar inconvenientes, como deixar o passageiro em algum local ou utilizar rota com determinada ameaça iminente.