De acordo com informações do Ice Universe — uma conta no Twitter relativamente famosa por vazar informações sobre o mundo mobile —, a Samsung já tem planos para lançar um smartphone com conectividade 5G, mas isso só vai acontecer em março de 2019. Vale destacar ainda que o vazador de informações explica que esse suposto dispositivo não será o vindouro Galaxy S10.

Em vez disso, a Samsung estaria preparando um smartphone dedicado, que serviria como aparelho de testes do 5G. Aparentemente, a ideia seria usar esse primeiro aparelho para estudar a estabilidade do 5G e, com isso, amadurecer a tecnologia antes de torná-la parte do principal aparelho da marca. Os padrões do 5G foram definidos em junho deste ano e, apesar de fabricantes de equipamentos e operadoras já estarem experimentando com a novidade há algum tempo, ainda é cedo para dizer que a tecnologia está de fato pronta para o grande público.

A Samsung vai lançar o celular com 5G em março do ano que vem, mas o 5G só estará funcionando em algumas poucas partes do mundo

“A Samsung vai lançar o celular com 5G em março do ano que vem, mas o 5G só estará funcionando em algumas poucas partes do mundo. Faz sentido a Samsung não incluir o 5G no Galaxy S10. A banda base do 5G pode trazer instabilidade e calor para o dispositivo. Assim, a Samsung vai lançar um aparelho dedicado ao 5G”, disse o Ice Universe em um tweet.

A maior parte do mundo sequer tem planos estabelecidos para a implementação do 5G. O Brasil, por exemplo, deve abrir licitações de frequências para o 5G e definir um cronograma de implantação durante o ano de 2019. Nos EUA, por outro lado, a previsão é de pelo menos quatro cidades comecem a receber 5G entre o fim de 2018 e o início de 2019.

Mais notícias

Além de revelar informações sobre o primeiro smartphone 5G da Samsung, o Ice Universe também vazou algumas outros detalhes sobre a coreana, os quais seriam palavras do próprio DJ Koh, CEO da divisão mobile da Samsung.

A primeira informação seria de que a Samsung vai mesmo lançar um smartphone dobrável, mas não foi possível confirmar quando isso deve acontecer. Koh teria ainda desmentido rumores de que as linhas Galaxy S e Galaxy Note seriam unificadas, afirmando que o Note continuaria existindo paralelamente aos modelos S. Apesar de a Huawei estar começando a bater à porta da Samsung, ameaçando sua liderança global na venda de smartphones, a Samsung espera continuar no topo. Não sabemos exatamente por quanto tempo essa previsão seria válida, mas podemos imaginar que isso se refira pelo menos até o fim de 2019.