Elon Musk teve sua fortuna aumentada em mais de US$ 1 bilhão após as ações da Tesla terem seu valor aumentado. Tudo aconteceu após o bilionário ter publicado uma mensagem pelo Twitter dizendo que pretendia tornar privados os papéis da empresa assim que atingissem o valor de US$ 420, ou R$ 1.600, o que não falta muito.

A Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos acha melhor esclarecer bem os fatos antes de decidir se o fundador da Tesla não está apenas manipulando os valores das ações de sua empresa

Porém, esse tipo de informação é delicada e deve ser sigilosa, pois afeta diretamente o mercado – como realmente aconteceu – e, por isso, não deve ser tratada publicamente como fez Musk. Por isso, a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos está investigando o fato relacionado com o acontecimento, levando em conta se foi uma declaração séria ou não feita pelo fundador da Tesla, o motivo para ele ter dito isso no Twitter e como isso pode impactar os investidores da empresa.

Tudo esclarecido?

O problema de Elon Musk é uma regra que existe no mercado de investimentos chamada de “Reed Hastings”, que diz que “as empresas podem divulgar informações importantes sobre seus negócios em redes sociais somente se alertarem os investidores sobre onde essas atualizações aparecerão”. Caso a Tesla tenha sido transparente com seus acionistas sobre a possibilidade de Musk revelar tais dados via Twitter, tudo bem. Caso contrário, isso pode trazer uma grande dor de cabeça para o CEO.

Foi revelado que Musk já havia discutido o assunto com o conselho da empresa, portanto, não se trata de uma decisão repentina e impensada. Ainda assim, a Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos acha melhor esclarecer bem os fatos antes de decidir se o fundador da Tesla não está, de alguma forma, apenas manipulando os valores das ações de sua empresa, o que é um crime grave no mundo dos negócios.