Um motorista de aplicativos de carona de St. Louis, que trabalhava tanto para a Uber quanto para a Lyft, foi suspenso depois de gravar secretamente e transmitir passageiros na plataforma de stream Twitch.

Jason Gargac, de Florissant, Missouri, trabalhava pelos aplicativos desde março deste ano e transmitia ao vivo a maioria das suas corridas (que somam mais de 700 para o Uber), para o canal Twitch, onde ele usava o pseudônimo "JustSmurf". Os passageiros que entravam em seu veículo eram gravados por uma câmera frontal acoplada ao para-brisa.

Apesar de ser focado em jogos, a transmissão de caronas não é um fenômeno novo no Twitch. O próprio site abriga uma seção chamada “Na vida real”, onde as pessoas podem fazer o stream de atividades do cotidiano, como cozinhar ou fazer exercícios. No entanto, a transmissões de Gargac eram realizadas sem a permissão ou o consentimento dos passageiros, pois, segundo ele, não contar que estavam sendo filmados garantiria que eles mostrassem como são de verdade.

Como Gargac opera no Missouri, suas ações são legalmente aceitas. O estado permite gravar conversas de acordo com uma lei de consentimento de uma parte. Ou seja, se você é uma parte em uma conversa e Gargac está em sua transmissão ao vivo, ele tem permissão legal para gravá-la.

O canal de Gargac no Twitch se encontra completamente desativado, embora a empresa não tenha se posicionado sobre a legalidade do que ele vinha fazendo.

Independentemente das conotações legais, tanto a Uber quanto a Lyft agora suspenderam Gargac de operar como motorista em seus aplicativos. Segundo porta-voz da Uber, "O comportamento problemático nos vídeos não está de acordo com nossas diretrizes da comunidade. Terminamos nossa parceria com esse motorista".