Após usar o Twitter para chamar de pedófilo o mergulhador britânico Vern Unsworth, um dos responsáveis por retirar os meninos presos em uma caverna na Tailândia, Elon Musk voltou à mesma rede social para se desculpar. Em mensagem postada nesta quarta-feira (18), o bilionário sul-africano lamentou as palavras proferidas durante o final de semana.

Segundo ele, elas foram escritas em um momento de raiva após Unsworth “dizer algumas inverdades e sugerir que me envolvi em um ato sexual com o minissubmarino”. O equipamento , afirma Musk, “foi feito como um ato de bondade e de acordo com as especificações do líder da equipe de mergulhadores”.

“No entanto, as suas ações contra mim não justificam as minhas ações contra ele, e por isso eu peço desculpas ao senhor Unsworth e às companhias que eu represento como líder”, escreveu o executivo. “A culpa é única e exclusivamente minha”.

Pedido de investidores

O pedido de desculpas de Musk vem logo após um grupo de investidores da Tesla, uma de suas empresas, divulgar uma carta aberta solicitando que ele se desculpasse com o mergulhador britânico. O documento foi publicado na terça-feira (17) e é assinado por Gene Munster, um dos representantes da LoupVentures.

Na carta, Munster citou eventos controversos recentes do fundador e presidente da Tesla, da SpaceX e da The Boring Company. Mais especificamente, o investidor se referiu à irritação de Musk com perguntas que considerava chatas feitas por analistas durante uma teleconferência em março e as acusações públicas feitas a um ex-funcionário em junho.

“A troca [de acusações] com Vern Unsworth extrapolou os limites”, registrou Munster. Ele continuou afirmando que o comportamento de Musk “alimenta uma percepção nada útil de sua liderança — muito sensível e de pavio curto.”

Além de solicitar que Musk pedisse desculpas a Unsworth, Munster sugeriu que o executivo pegasse mais leve no uso das redes sociais. “Você deveria considerar um período sabático do Twitter”, escreveu. “Ele pode ajudar a manter a Tesla nos noticiários, mas não ajudará as melhorias contínuas em produto e produção”, continuou.