Quando o assunto é inteligência artificial — um dos mais quentes nos dias de hoje no setor de tecnologia — é natural pensarmos em robôs e naquele lado pessimista de dominação da raça humana, ou então em assistentes pessoais para o cotidiano.

Só que essa tecnologia tem muitas outras aplicações úteis e interessantes envolvendo cálculos, tarefas braçais e tomadas de decisão. Não conhece nenhum exemplo? Estamos bem próximos de vários desses avanços e você vai conhecer agora alguns deles.

1. Culinária

A cozinha amadora e profissional já recebe a ajuda da inteligência artificial de variadas formas. Uma das novidades é um algoritmo do MIT que analisa fotos de comidas e diz quais são os ingredientes do produto, formulando a receita na hora. Já a combinação de Inteligência Artificial com Internet das Coisas faz com que seus eletrodomésticos e produtos estejam conectados com funções inteligentes.

Uma cozinha.

No setor profissional, cálculos e previsões ajudam restaurantes na personalização de cardápios individuais e personalizados, combinando os pratos disponíveis e com base em dados dos clientes, desde alergias até gostos pessoais.

Além disso, alguns restaurantes ao redor do mundo já usam assistentes robotizados alimentados com IA. O Flippy, por exemplo, ajuda a fritar hambúrgueres e sabe exatamente a hora de virar a carne na chapa.

2. Edição de foto e vídeo

Algumas inteligências artificiais voltadas para o mercado de produção e edição de conteúdo já conseguem reconstruir imagens que tiveram partes apagadas — como é o caso da NVIDIA, ilustrado pela imagem abaixo. Já outras são capazes de fazer trabalhos em massa copiando o estilo de edição de uma fotografia para outras.

Uma captura de tela.

Em vídeo, o trabalho é ainda mais impressionante. Algoritmos já conseguem transformar vídeos comuns em cenas em câmera lenta de forma automática, gerando frames extras por segundo.

3. Jornalismo

Pois é, até a escrita já está se modernizando com essas aplicações. Algoritmos bem treinados podem lidar com grandes volumes de informação e organizá-los da forma mais adequada. Bancos de dados públicos e portais da transparência, por exemplo, podem render matérias incríveis se filtrados por uma IA.

Uma redação.

Na parte mais prática, máquinas já conseguem escrever notícias sem a ajuda de um humano. Matérias curtas, como placares de partidas esportivas ou acontecimentos como terremotos, podem ser feitas com uma fórmula. Assim, jornalistas humanos usam o tempo para reportagens especiais e outros conteúdos.

4. Medicina

A inteligência artificial também ajuda a salvar vidas. Algoritmos podem realizar a triagem de pacientes antes das consultas ou até diagnósticos. Eles são capazes de comparar exames e sintomas com toda uma base de dados.

Uma ilustração.

A tecnologia ainda pode ser aplicada com processamento de imagem, resultando na criação de modelos em 3D do corpo. Isso ajuda um cirurgião a definir o método da intervenção e até fazer uma simulação dos procedimentos para ter mais precisão.

Faça parte desse futuro

A aplicação da inteligência artificial não vai acabar com empregos em curto prazo. Ele pode substituir alguns postos de trabalho, mas a presença dos humanos é essencial nesses ambientes pra revisar os conteúdos produzidos e dar o toque humano que as máquinas não são capazes de fornecer. Além disso, é enorme a quantidade de novos cargos e empregos que serão ou já são criados pra desenvolver e lidar com toda essa tecnologia.

Bateu aquela vontade de começar a trabalhar com inteligência artificial? Você pode iniciar nessa área com os cursos da Udacity, a primeira escola de Inteligência Artificial do Brasil. Conheça os cursos para introdução ao tema e cresça nessa carreira.

*Publieditorial patrocinado pela Udacity.