De acordo com informações do SlashGear, a HTC teria registrado uma impressionante queda nas vendas de seus smartphones. Na comparação com junho do ano passado, a marca vendeu 67% menos celulares em junho de 2017. Não foram revelados números absolutos, mas este seria o pior resultado da empresa em dois anos.

Os dados ainda não seriam definitivos, mas a companhia teria arrecadado 2,23 bilhões de dólares taiwaneses (US$ 72 milhões) em junho de 2018, contra 2,45 bilhões no mesmo mês em 2017. Nos seis primeiros meses deste ano, a marca teria conseguido trazer 15,56 bilhões de dólares taiwaneses, algo próximo de US$ 510 milhões.

Essa notícia chega uma semana após a empresa ter anunciado que cortaria um quarto da sua força de trabalho, o que deve representar a demissão de 1,5 mil pessoas nos próximos dias. Boa parte desses funcionários será dispensada em uma fábrica da empresa em Taiwan.

HTC mobile + HTC Vive

A HTC luta agora para combinar suas divisões de equipamentos para realidade virtual da marca Vive com o setor de smartphones, mas parece que o mercado mobile não tem ajudado. Isso pode estar acontecendo pelo fato de seus mais recentes aparelhos estarem sendo duramente criticados pela imprensa e especialmente pelos usuários, uma vez que o U12+ traz “botões virtuais” sensíveis à pressão nas laterais que aparentemente não funcionam muito bem.

Para completar, a taiwanesa também vendeu parte de seu time de desenvolvimento mobile para a Google no início deste ano. Esse pessoal deve trabalhar agora no desenvolvimento de smartphones da linha Pixel enquanto a HTC continua a definhar. A HTC foi uma das pioneiras do mundo Android, mas logo perdeu sua liderança para Samsung e outras grandes marcas.