Após rumores de que a Apple havia abandonado os modems 5G da Intel para seus próximos iPhones, a fabricante de chips comentou oficialmente hoje (06) que isso não era verdade. A empresa disse ao VentureBeat que os planos da Intel com a Apple continuam os mesmos, sem qualquer mudança.

Também foi confirmado que o suposto modem 5G da Intel que a Apple havia desistido de embutir em seus futuros smartphones não se chama “Sunny Peak”, como haviam afirmado anteriormente. A Intel até tem um componente com esse codinome, mas não é um modem.

Ontem (05), uma publicação israelense havia dado a notícia de que esse suposto modem não estava mais no radar da Apple, mas hoje o site se retratou. Foi feita uma correção eliminando toda a parte que se fala do suposto modem da Intel. O tal componente combinaria conectividade 5G com WiFi e Bluetooth. No fim das contas, foi descoberto que o modem que a Apple deve usar de fato agrega apenas WiFi 802.11ad WiGig e Bluetooth.

A Maçã tem usado componentes da Intel como uma forma de diminuir sua dependência da Qualcomm

Seja como for, a relação entre Intel e Apple continua a mesma. A Maçã tem usado componentes da Intel como uma forma de diminuir sua dependência da Qualcomm, empresa com a qual tem uma grande batalha judicial corrente por conta de patentes e pagamento de componentes.

Ainda assim, a Apple supostamente estaria também tentando conseguir componentes da MediaTek para seus aparelhos móveis. No campo dos notebooks e desktops, a Apple também estaria tentando depender menos da Intel no que diz respeito a processadores. A empresa de Cupertino estaria desenvolvendo um chip poderoso o suficiente para substituir as ofertas Core i da atual parceira.

Cupons de desconto TecMundo: