Elon Musk, fundador da Tesla, da SpaceX e da Boring Company, se ofereceu para ajudar no resgate dos membros de uma equipe de futebol da Tailândia que estão presos no interior de uma caverna. Ele falou sobre o caso em resposta a um seguidor no Twitter, que perguntou se o empresário poderia dar alguma assistência para ajudar na operação de resgate.

“Acredito que o governo tailandês esteja com a situação sob controle, mas fico feliz em ajudar se houver alguma maneira de fazer isso”, disse Musk. Na sequência dos tweets, ele falou ainda que a Boring Company tem um radar avançado de penetração no solo e habilidade para cavar buracos.

Garotos ficaram desaparecidos por dez dias

Um time de futebol tailandês, formado por 12 garotos com idades entre 11 e 16 anos e seu treinador, de 25 anos, foram encontrados na segunda-feira (2) por equipes de resgate após passarem dez dias desaparecidos. Eles entraram em uma gruta para se proteger da tempestade que chegava na região, mas ficaram presos após o local alagar e impossibilitar a saída.

Embora tenham sido encontrados, o grupo de resgate ainda não decidiu como será feita a retirada dos jovens, que estão em um bolsão de ar localizado no meio de um labirinto de cavernas. Uma das possibilidades seria sair nadando pela parte alagada, mas para isso eles precisariam receber aulas de mergulho em um local sem nenhum tipo de iluminação natural. O trecho é complicado e mesmo mergulhadores experientes demoram cerca de 11 horas para ir e voltar do lugar.

De acordo com o governador da região Narongsak Osotthakorn, a prioridade está sendo o bombeamento da água para evitar mais alagamentos, especialmente porque o país está passando pelo período de chuvas, que só termina em outubro. A possibilidade de se cavar um túnel para fazer o resgate continua sendo estudada.