Em recente encontro entre acionistas da Nintendo no Japão, ocasião que também incluiu o ex-presidente da companhia, Tatsumi Kimishima, uma importante questão foi levantada com relação à produção e distribuição do Switch: a instabilidade no mercado de semicondutores, muito utilizados em equipamentos eletrônicos, inclusive o híbrido da Nintendo.

Apesar desse cenário, o ex-comandante reiterou o plano da Big N para o atual ano fiscal, que fecha em março de 2019: enviar 20 milhões de unidades do Switch às lojas do mundo todo. O executivo afirmou que isso não implica problemas na produção dos volumes previstos.

Embora seja verdade que o preço dos componentes possa ser afetado por flutuações do mercado, as negociações que ocorrem em segundo plano visam justamente prevenir qualquer impacto nos custos de produção dessas 20 milhões de unidades.

Portanto, teremos Switch à beça pra estocar um Natal inteiro – e pelo mesmo preço.

Nintendo garante plano de enviar 20 milhões de unidades do Switch até março via Voxel