Satoshi Nakamoto, o pseudônimo do criador da Bitcoin, poderia estar escrevendo uma autobiografia. Isso é o que indica uma postagem no site nakamotofamilyfoundation.org, que traz um resumo do suposto livro que pode ou não acabar sendo finalizado. O resumo foi intitulado “Dualidade” e traz algumas curiosidades sobre a criptomoeda que vinham sendo questionadas e especuladas há anos.

Não há, contudo, qualquer prova concreta de que o resumo tenha mesmo sido escrito por Nakamoto, e outras pessoas que já se revelaram publicamente como sendo supostamente os criadores da Bitcoin questionam as afirmações contidas no texto.

O australiano Craig S Wright, que diz ser Nakamoto, explicou que o autor do resumo sequer consegue colocar os fatos em uma ordem cronológica correta. Fora isso, o estilo de escrita desse novo texto é consideravelmente diferente daquele que foi encontrado no artigo acadêmico inicial que descreveu como a Bitcoin funcionaria. O texto original em inglês era gramaticalmente impecável, quando não apenas o resumo como também a postagem no site conta com vários erros gramaticais, além de sérios problemas de coerência.

O autor, de qualquer forma, “revela” alguns segredos sobre a mais importante criptomoeda do mundo. “Por que 21 milhões”, ele escreve, falando sobre o limite máximo de unidades da moeda a serem criados pela rede.

Temendo que as pessoas considerassem a referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias uma piada e que talvez não me levariam a sério, eu mudei o limite para 21 milhões

“Antes de criar o limite de 21 milhões, eu considerei criar a recompensa de 100 BTC e 42 seria a resposta para a vida, o universo e de tudo mais. Mas temendo que as pessoas considerassem a referência ao Guia do Mochileiro das Galáxias uma piada e que talvez não me levariam a sério, eu mudei o limite para 21 milhões”, escreve o autor no resumo.

Para conseguir abrir o resumo, é preciso resolver um pequeno probleminha trocando letras por números e números por letras, mas não há qualquer informação sobre quando ou como exatamente o dito livro será publicado de forma integral.