As montadoras estão cada vez mais preocupadas em oferecer tecnologia para seus usuários, incluindo conforto na hora de ajustar os bancos, por isso muitas pensam em botões e interruptores para isso.

Porém, nos últimos dias a Ford fez um pedido de patente inusitado e muito tecnológico por sinal. É que a montadora solicitou uma patente para assentos controlados por voz, e ressalta que enquanto o atual sistema de botões e interruptores ao lado do banco funciona bem o suficiente, porém quando os assentos possuem diversos ajustes fica difícil incluir tudo em um conjunto de botões.

Então, é bem provável que esse sistema substituiria o atual modelo de controle de ajustes por, simplesmente, um touchscreen, um microfone e a voz do usuário. Onde o controlador tocaria em uma tela para pedir um ajuste específico e, em seguida, iniciaria um movimento de eixo único ao receber um determinado comando. De acordo com o pedido de patente, tal sistema poderia aceitar comandos bem específicos como, por exemplo, mover o suporte lombar para cima.

Entretanto, o controlador teria que agir rápido, isso porque, se o posicionamento do banco ficar um ou dois pontos distantes do que é ideal para o usuário, a direção poderia ficar desconfortável. Por conta disso, se houver uma latência entre o pedido de parar o movimento e o assento realmente parar, isso é muito movimento extra. Logo, é presumível que o usuário poderia simplesmente tocar na tela e parar o assento, o que seria um pouco mais preciso.

Vale dizer que, atualmente, se um usuário deseja armazenar configurações de assento para recuperar depois, estará limitado a dois ou três botões. Já com um sistema baseado em voz seria possível, em tese, permitir o armazenamento de mais ajustes.

Embora muitas patentes nunca cheguem ao processo de produção, esse sistema de bancos controlados por voz criado pela Ford parece bastante viável para o mercado de massa.