Mais uma casa de câmbio de criptomoedas foi vítima de hackers na Coreia do Sul, a segunda em pouco mais de uma semana. Desta vez, os invasores aplicaram um golpe na exchange Bithumb e roubaram cerca de US$ 31,5 milhões em moedas virtuais do estabelecimento, cerca de R$ 120 milhões em conversão direta.

Sexta maior exchange do mundo em volume de transações segundo o CoinMarketCap, a Bithumb notificou em seu site a interrupção de todas as negociações após ter identificado a perda. Ainda de acordo com a empresa, todas os ativos dos clientes são armazenados em carteiras frias não conectadas à internet.

A Bithumb não informou os clientes sobre o roubo e chegou até mesmo a apagar uma postagem feita no Twitter na qual falava sobre a perda. De qualquer maneira, a companhia promete reembolsar totalmente as perdas de seus clientes, ficando com todo o prejuízo apenas para si.

criptomoedasMais uma exchange de criptomoedas sul-coreana foi hackeada.

Um especialista do Instituto de Pesquisa de Blockchain da Universidade da Coreia do Sul afirma que as moedas roubadas provavelmente estavam armazenadas em “carteiras quentes”, visto que as carteiras frias não são conectadas à internet e roubá-las demandaria acesso físico aos equipamentos.

Na semana passada, a casa de câmbio de criptomoedas Coinrail foi hackeada e perdeu mais de 30% de seus ativos, um rombo estimado de U$ 37 milhões, cerca de R$ 140 milhões em conversão simples.