Você acha loucura imaginar que os computadores e cientistas de dados já podem fazer com que carreiras nos esportes sejam completamente modificadas? Pois a verdade é que isso acontece, mesmo! E a todo instante.

Para sermos honestos: a verdade é que o Data Science já atinge praticamente todos os mercados. E melhora todos eles. Aqui, trouxemos alguns exemplos bem legais para que você entenda um pouco melhor como a ciência de dados já está simplificando o mundo para milhares de profissionais.

1. Esportes

Quando analisamos o sucesso de um atleta de alto rendimento, é fácil imaginar que o talento é necessário para que alguém tenha sucesso. Suor e treinamento também, é claro. Mas os atletas de alto desempenho atualmente possuem outro grande aliado na hora de melhorar os seus números: os dados analisados por profissionais.

Isso mesmo! Apesar de às vezes parecer que os esportes são muito decididos pelo trabalho dentro de quadra — ou de campo —, é cada vez mais evidente que tudo pode melhorar com a ciência de dados.

Esportes e data science

Observar rendimentos, cruzar informações, comparar resultados... Isso é ideal para que os times tenham sempre os melhores em campo e consigam prever táticas de adversários, prevenir lesões e muito mais.

2. Medicina

Não é preciso ser médico para salvar vidas, pois o Data Science também está ajudando na luta contra várias doenças. Em grandes institutos de medicina, o bom uso do big data está ajudando médicos e pesquisadores a encontrarem padrões para a identificação precoce de tumores, infecções e pré-disposições a outras doenças.

Medicina

Reduzir taxas de readmissão em hospitais e gerenciar campanhas preventivas também são duas vitórias que a ciência de dados já está dando para a medicina mundial. Tudo isso sem precisar de novas doses de remédios ou grandes exames laboratoriais. O truque fica mesmo por conta das previsões que os dados permitem aos cientistas aliados aos grandes pesquisadores.

3. Planejamento urbano

Além do mercado da ciência de dados, sabe o que também não para de crescer? As grandes cidades! E é claro que isso traz consequências para tudo, incluindo o trânsito e o saneamento. Pois várias cidades já estão usando conceitos da ciência de dados para melhorar seus planejamentos.

Smart city

São as “smart cities”, que contam com profissionais capazes de produzir relatórios e pensar em soluções para melhorias de tráfego em avenidas de grande movimento; uso de inteligência na coleta de lixo, verificação preditiva de quedas de energia ou vazamentos de água. Ou seja: o Data Science sendo usado para melhorar a vida de milhões de pessoas nos centros urbanos.

4. Robótica

Curiosidade: você sabia que a inteligência artificial só é possível graças à ciência de dados? Pois é... Sem ela, as máquinas apenas poderiam responder a comandos para os quais elas foram projetadas especificamente. Graças aos cientistas de dados e ao uso desses mesmos dados, é possível ensinar robôs e computadores a aprenderem como reagir a novas situações.

Robótica

Se podemos esperar que algum dia um robô saiba a hora em que acordamos e nos leve café na cama ou entenda a rotina de trabalho e prepare documentos sem que seja necessário solicitar diretamente, são as inserções de dados que permitirão isso. É claro que eles vão poder aprender sozinhos no futuro, mas machine learning também acontece graças aos inputs do Data Science.

E como ingressar nesse mercado?

Agora que você já conheceu algumas das centenas de oportunidades no mercado de Data Science, será que está pensando em ingressar nesse mercado?

Se a resposta for “sim”, você precisa conhecer  os cursos de Data Science da Udacity, a Universidade do Vale do Silício. Conheça os nanodegrees que a instituição possui para que você aprenda a construir um mundo mais inteligente para todos.