Depois de uma matéria da agência de notícias Bloomberg afirmar que a Essential — empresa de Andy Rubin, que também é um dos criadores do Android — estava à venda e uma sequência para o Essential Phone teria sido cancelada, o idealizador do smartphone e da companhia decidiu se pronunciar sobre o caso no Twitter.

Quem esperava algum comentário negando o conteúdo da notícia deve ficar decepcionado. Embora não diga isso com todas as palavras, Rubin praticamente confirma que o Essential Phone 2 dificilmente verá a luz do dia.

“Nós sempre temos vários produtos em desenvolvimento ao mesmo tempo e aceitamos cancelar alguns em favor de outros se acharmos que estes serão mais bem-sucedidos. Estamos colocando todos os esforços em futuros produtos que vão mudar o jogo, o que deve incluir dispositivos móveis e domésticos”, tweetou Rubin.

O comentário de que a Essential ainda trabalha em um produto para ser usado em casa também está de acordo com o que as fontes da Bloomberg disseram. De acordo com elas, o foco estaria em lançar o alto-falante inteligente com a marca Essential que a empresa havia prometido. Rubin não falou sobre a possibilidade de a empresa estar à venda.