A Forbes publicou nesta quinta-feira (24) o seu balanço da temporada das 100 marcas mais valiosas do mundo. Assim como tem acontecido nos últimos anos, o setor de tecnologia domina a lista, com 7 destaques nos 10 primeiros lugares. Apple, Google, MicrosoftFacebookAmazon conquistaram os primeiros lugares.

A maior surpresa deste ano é a presença da Amazon na quinta posição, que antes era ocupada pela Coca-Cola

A Apple segue na liderança, com valor de marca de US$ 182, 8 bilhões, uma alta de 8% em relação ao ano passado. O sucesso está atrelado não somente à fiel base de seguidores e os produtos premium, mas também às inovações e vendas de 29 milhões de unidades de iPhone X , comercializadas em dois meses no final de 2017 — e isso que ele saiu das lojas por nada menos do que US$ 999. Outro fator importante nesse caso é a boa aceitação da companhia na China, onde ela acumulou crescimento de 21% na receita do último trimestre.

Em seguida vem a Google e seu domínio no setor de buscas. A Gigante de Mountain View tem sua marca avaliada em US$ 131, 1 bilhões e vem em uma expressiva ascendente de 30% de maio passado para cá. Ainda que os investimentos da empresa-mãe Alphabet mirem também outros setores, como o de casas inteligentes e carros autônomos, é a barrinha de procura que continua tornando a empresa rentável. Mesmo com todos os esforços do Yahoo!, do Baidu e da Microsoft, a dona do Android possui 80% do mercado global nessa área.

lista forbes

A Microsoft aparece na terceira colocação com US$ 94,8 bilhões e alta de 21% no ano, com foco em seus softwares para o Windows 10 e os serviços em nuvem da Azure. O Facebook, em quarto lugar, também mostra crescimento, de 29%, e é estimada pela Forbes em US$ 94,8 bilhões — líder absoluta na seara das redes sociais, mesmo com o recente escândalo de dados da Cambridge Analytica.

A maior surpresa de 2017 para 2018 é a Amazon, que tomou o lugar da Coca-Cola e ocupa agora a quinta posição, com US$ 70,9 bilhões e a maior alta da lista, de 31%. O avanço do alcance de sua rede varejista e de produtos integrados com a assistente digital Alexa seriam catalisadores desse impulso.

Setor alimentício, entretenimento e indústria automotiva também estão bem cotados

Samsung também tem destaque na lista, na sétima posição, com US$ 47,6 bilhões de valor de marca e alta de 25% — na verdade a sul-coreana vendeu mais aparelhos que a Apple, mas seus produtos captam receita menor. A AT&T continua dominando as telecomunicações, na décima colocação, com US$ 41,9 bilhões e crescimento de 14%. E fora do setor da tecnologia?

Bem, a Coca-Cola, já citada, aparece em sexto lugar, com US$ 57,3 bilhões (alta de 2%) e a Disney em oitavo, com US$ 47,5 bilhões (8%). A Toyota está em nono, com US$ 44,7 bilhões (9%). O McDonald’s segue líder em fast-food, em 11º, com US$ 41,4 bilhões (3%) e a Louis Vuitton domina o setor de alta costura, em 15º, com US$ 33,6 bilhões (17%).

Para conferir a lista completa, acesse aqui.

Cupons de desconto TecMundo: