Pois é, a Fitbit está passando por um momento um pouco ruim: na semana passada, foi divulgado que a empresa teve um prejuízo de mais de 80 milhões de dólares nos últimos 3 meses. Como uma forma de ajudar a reverter esse quadro, a Fitbit finalmente atendeu a pedidos dos usuários: a possibilidade de enviar respostas rápidas e rastrear a saúde feminina nos smartwatches.

Quem possui os modelos Versa ou Ionic do relógio poderá enviar respostas rápidas em apps de mensagens como WhatsApp ou Messenger — somente para Android por enquanto. Os usuários podem responder com algumas opções já prontas, como "sim", "não" e "e aí?". É possível adicionar respostas personalizadas, mas elas precisam ter menos que 60 caracteres. 

1

"Mas e os outros usuários, como ficam?", você deve ter pensado. Bem, para a Apple, Windows Phone e, posteriormente, o Android, a empresa liberou uma atualização para as usuárias terem um maior controle de sua saúde, de modo que poderão inserir dados sobre o ciclo menstrual e ver como ele interfere no sono, na alimentação e no peso. Além disso, dá para adicionar informações de sintomas, como cólicas e acne.

Para as mulheres que já utilizam aplicativos para acompanhar seus ciclos, parecerá que não há muita novidade até aqui. Porém, o diferencial está justamente no fato de o aplicativo alinhar essas informações com outras que já eram rastreadas, mostrando as relações entre elas e fazendo com que as usuárias entendam melhor como está a saúde.

Assim, será possível ver quantos dias faltam para o próximo ciclo, simplesmente deslizando o dedo na tela do relógio, bem como visualizar quando ocorrerão os dias mais férteis do ciclo  no caso de a usuária estar tentando engravidar, por exemplo.