Apple divulgou nesta terça-feira (1º) os números trimestrais da empresa para o segundo trimestre do atual ano fiscal, que terminou em março de 2018. Muitos analistas duvidavam da boa fase da empresa e alguns até falavam que o iPhone X estava em baixa e representava um fracasso para a marca, mas a companhia provou o contrário.

Ao todo, a receita apresentada no trimestre foi de US$ 61,1 bilhões — um crescimento de nada menos que 16% em relação ao mesmo período do ano passado. As vendas internacionais (ou seja, fora dos Estados Unidos) representaram 65% do valor.

Os números ainda significam que este foi o melhor março de todos os tempos para a companhia em relação às vendas nas lojas físicas e online. Os dividendos que são diluídos em cada ação de investidores também aumentaram, o que deve acalmar os ânimos dos executivos e fundos. Com os ganhos, parte do orçamento será usado para melhorar as atividades da empresa dentro do país-sede.

Quem sobe?

As vendas de iPhone subiram em 3% neste trimestre em relação ao ano passado. Isso significa que mais de 52,2 milhões de smartphones da Apple foram vendidos no período. "Os consumidores escolheram o iPhone X mais do que qualquer outro iPhone a cada semana neste trimestre, como foi desde o seu lançamento, no trimestre do último dezembro", declarou o CEO da Apple, Tim Cook.

As vendas de iPad também subiram, mesmo que de forma tímida: foram 9,1 milhões de unidades, um aumento de 2%.

Mas o grande xodó da marca atualmente são os serviços, complementos e outros produtos do iPhone. Eles incluem os fones da Beats, o Apple Watch, os AirPods, dongles e muito mais — e subiram 38% em rendimento, maior aumento de porcentagem.

Quem desce?

A venda de Macs caiu 3% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram vendidas 4 milhões de unidades e os rendimentos ficaram igualados em comparação.

Faz sentido que essa divisão não esteja tão bem das pernas, já que a quantidade de lançamentos não é alta no final do ano. A situação deve mudar com o anunciamento de novos MacBooks ou iMacs. Como confirmado anteriormente, o Mac Pro modular fica apenas para 2019.

Cupons de desconto TecMundo: