A Intel publicou hoje (26) seus resultados fiscais do primeiro trimestre de 2018. Apesar da empresa ter enfrentado a maior brecha de segurança em seus produtos em toda a sua história, as vendas continuaram crescendo, e a companhia arrecadou nada menos que US$ 16,1 bilhões nos três primeiros meses do ano.

Na verdade, esse é o melhor trimestre da Intel em toda a sua história em termos de receita. Por conta disso, as ações da empresa subiram 11,42% na bolsa NASDAQ, de acordo com o YCharts. A arrecadação da empresa neste trimestre foi 13% maior do que a registrada no mesmo período do ano passado, o qual também foi um trimestre recorde para a Intel.

A divisão que fabrica CPUs para o consumidor final cresceu apenas 3%

É interessante destacar, contudo, que a maior parte desse dinheiro veio dos negócios corporativos da Intel. A divisão de data centers da empresa cresceu 25% na comparação com 2017 e representou 49% de todos os ganhos da companhia nos primeiros meses de 2018. A divisão que fabrica CPUs para o consumidor final cresceu apenas 3%, mas isso ainda é encarado como algo positivo pela companhia, considerando a estagnação ou lento crescimento do mercado de PCs.

Considerando os bons resultados do início do ano, a Intel também resolveu corrigir para cima sua previsão anual de receitas. A companhia adicionou US$ 2,5 bilhões a mais na previsão para o fim de 2018, considerando que poderá atingir a marca de US$ 67,5 bilhões até dezembro.

É interessante destacar que este poderia ter sido um trimestre desastroso para a Intel considerando a gravidade das falhas Spectre e Meltdown, bem como o comportamento da empresa em ter escondido esses problemas por alguns meses. As brechas nos chips da empresa só foram consertadas após terem sido denunciadas por periódicos norte-americanos.

Cupons de desconto TecMundo: