Segundo foi reportado pela Reuters após ter tido acesso a documentos publicados pelos tribunais norte-americanos, a Microsoft está enfrentando nada menos que 238 processos por discriminação de gênero e assédio sexual por casos acontecidos entre 2010 e 2016. Os papeis mostram que as autoras dos processos reclamam de pagamentos diferenciados para homens e mulheres.

Diversidade e inclusão são criticamente importantes para a Microsoft

É difícil afirmar se essa quantidade de processos é maior que a média entre outras empresas, mesmo com a Microsoft afirmando que os casos são comuns e estão em um número dentro do padrão. A companhia também afirma que dos casos de discriminação de gênero, apenas um tinha razão e era fundado.

Um porta-voz da Microsoft lançou a seguinte nota oficial em nome da empresa: “Diversidade e inclusão são criticamente importantes para a Microsoft. Queremos que os funcionários falem se tiverem preocupações e nos esforçaremos para tornar isso mais fácil. Levamos a sério todas as preocupações dos empregados e temos um sistema justo e robusto funcionando para investigar as preocupações dos funcionários e tomar as medidas apropriadas quando necessário”.

Cupons de desconto TecMundo: